Gabriel

Gabriel

quarta-feira, 20 de abril de 2011

A espera do " Milagre"

Esta muito difícil, a saudade me assola. Filho cada vez mais descubro que vc era meu companheiro, amigo, cúmplice, e que falta vc me faz.....
As vezes tenho a sensação que sou impotente, que jamais terei forças para recomeçar a minha vida. Fico parada no tempo procurando justificativas ou explicação e não acho porque não existe.
Agora estamos na Pascoa e a saudade e a infelicidade aumenta ainda mais....é epoca de renascimento e o que eu queria seria meu bebê de volta.....
Gostaria de ter minha vida de volta de ter meu filho aqui comigo, com seus irmãos, poder abraça-lo e beija-lo, entregar o seu Ovo de chocolate e ver a alegria dele em seus olhos....
Agora o que me resta é ir ao cemitério e chorar, chorar, chorar e novamente perguntar a DEUS pq meu filho?, pq comigo?.
Aos que respondem que foi feita a vontade de  DEUS, então será que a vontade dele também é o meu sofrimento? o meu desespero? a minha angústia? e por vários momentos a minha falta de fé?.
Hoje em dia vivo a espera do reencontro e torço para que ele seja o mais breve possível.
Por isso, agora na Pascoa o meus sentimento mais presente é solidão, angústia, desespero, ódio, infelicidade.....
Infelizmente não consigo pensar em renascimento.....
E se posso fazer um pedido a DEUS a única coisa que espero e que ele me conceda a graça de não sentir a dor de perder um filho " NUNCA MAIS".
Amém.

3 comentários:

  1. Amiga na dor, que blog lindo, é uma forma de desabafarmos toda nossa dor de perdermos quem mais amávamos na vida, vou ser sua seguidora a partir de hoje, continue escrevendo, faz bem, é uma terapia para nossa dor.
    Com carinho
    Mãe de um anjo
    Ivonete

    ResponderExcluir
  2. Alessandra querida, sei exatamente o que você sente, faz pouco tempo que perdi o meu único filho, e peço a Deus todos os dias que me dê forças, por que as vezes sinto que não vou suportar tanta dor. Mas Ele, nos dá essa força que nunca imaginamos que seríamos capazes de ter.
    Hoje, a minha vida se resume em esperar, asim como você falou, os sonhos , meu ou dos outros, que me dêem um pouco de esperança de saber que meu filho está bem.
    Tenha forças e acredite que o seu anjo está com Deus, cuidando de você.
    Um dia você vai reencontrá-lo, acredite.
    Um beijo,
    Regia. (nossaestrelanoceu@blogspot.com)

    ResponderExcluir
  3. Alessandra Sanches30 de abril de 2011 23:40

    Para Régia.
    Obrigada Regia por seu carinho e suas palavras bonitas.
    O que espero mesmo é que DEUS me de forças.
    Espero também que ele console o " nosso coração " porque agora fazemos parte do seleto grupo de mães orfãs de seus filhos.
    Um forte abraço,
    Alessandra

    ResponderExcluir